Renault Captur esquenta a disputa no segmento dos SUVs compactos

Renault Captur esquenta a disputa no segmento dos SUVs compactos
A Renault deixa claro sua disposição de esquentar ainda mais a briga no já aquecido segmento dos SUVs compactos ao lançar no mercado o modelo Captur.

A Renault deixa claro sua disposição de esquentar ainda mais a briga no já aquecido segmento dos SUVs compactos ao lançar no mercado o modelo Captur. À primeira vista o novo Renault Captur impressiona com um visual elegante e design com linhas bem definidas e limpas. Beleza é um quesito muito importante no segmento, onde seus consumidores, bastante exigentes, fazem questão de um modelo que possa chamar a atenção pela aparência. O Captur reflete bem o que os consumidores de SUVs compactos gostam e levam em conta na hora da compra.

No interior, o Captur não é diferente. O modelo acomoda cinco passageiros com o conforto, graças aos 4,33m de comprimento e 2,67m de entre-eixos. As medidas são as maiores do segmento. Os passageiros do banco de trás não têm do que reclamar. O espaço oferecido torna a viagem confortável. A posição de direção (ponto H) é a mais elevada entre os SUVs concorrentes. A área envidraçada, a maior entre os concorrentes, garante excelente visão e traz mais segurança para o condutor. Maior também é o porta-malas, com capacidade para 437 litros de carga.

Completam o conforto no interior do novo modelo da Renault os bancos R-Confort . Eles trazem bidensidade e formato em concha, proporcionando mais ergonomia e conforto. O painel de instrumentos é bem desenhado e funcional, permitindo fácil acesso aos controles. Num rápido giro com o modelo em São Paulo, num trecho de 100 km, foi possível perceber o acerto do Captur em todo seu conjunto, com a observação de um interior sem ruídos e a falta de um câmbio automático mais atualizado, de seis velocidades. O modelo testado foi o 2.0, com câmbio automático. Em maio chegam novas versões 1.6 com câmbio CVT.

Fabricado no Complexo Ayrton Senna, no Paraná, o Captur traz o conforto e espaço interno, ressaltando a ótima posição de direção. O Captur estreia no mercado em duas versões de motores e acabamento. A Zen, de entrada é equipada com 1.6 16V SCe, de 120 cv, com etanol, e 118 cv, com gasolina, e câmbio manual de cinco velocidades, e a Intense 2.0 16V, de 148 cv, com etanol, e 143 cv a gasolina. A 2.0 traz câmbio automático de 4 velocidades, o mesmo que equipa o Renault Duster. O Captur utiliza chave cartão que possibilita a ignição simplesmente com a presença do cartão no interior do veículo.

Irmão mais novo do Duster, com quem divide a mesma plataforma, o Captur é bem completo desde a versão de entrada, oferecendo, dentre outros itens, 4 airbags (dois frontais e dois laterais), controle de estabilidade (ESP), controle eletrônico de tração (ASR), sistema ISOFIX para duas cadeirinhas infantis no banco traseiro, luzes de rodagem diurna LED (DRL), freios ABS,auxílio de frenagem de emergência (AFU) e distribuição eletrônica de frenagem (EBD) e controle de velocidade de cruzeiro (cruisecontrol.

Novidade no novo modelo de SUV da Renault é a possibilidade de pintura personalizada em biton. São oferecidas 13 combinações de cores, incluindo 9 combinações em biton. O teto do Captur pode ser preto ou marfim. A carroceria pode ser preta, branca, marrom, laranja, marfim, vermelha, prata ou cinza. Com o Captur, a Renault faz os concorrentes Honda HR-V, Nissan Kicks, Jeep Renegade e outro entrarem em alerta. O carro agrada muito não só na aparência e conforto, mas também nos preços. A versão Zen 1.6 manual custa R$ 78.900 e a versão Intense 2.0 automática R$ 88.490. Nos dois casos, os valores são elevados com os opcionais oferecidos.

Com alta oferta de conectividade, o Captur possui o MEDIA Nav disponível em todas as suas versões. De forma intuitiva e com no máximo 4 cliques, o consumidor acessa e configura qualquer funcionalidade da central multimídia, através da tela touchscreen de 7”, que possui: GPS integrado, Bluetooth®, câmera de ré, eco-scoring e eco-coaching. Além de todas estas funções, o sistema é integrado com o comando satélite, permitindo ao motorista acessar tudo sem tirar as mãos do volante.